NOVIDADES

Cultivo protegido pode reduzir 50% do uso de água

Quinta-Feira, 26/07/2018 | 16:49

Técnica que demanda baixo investimento e ajuda a reduzir o consumo de água na propriedade.

O cultivo realizado em casa de vegetação é uma das tecnologias que têm contribuído para a modernização da agricultura, atenuando os danos causados pelas adversidades climáticas, economizando insumos e, consequentemente, colaborando com o aumento da produção de alimentos.

A produção de hortaliças e frutas se adapta facilmente ao cultivo protegido. O uso da água em lavouras em estufa é reduzido em cerca de 50%. Isso porque a irrigação recomendada nesses casos é o gotejamento. Além da economia dos recursos hídricos, a produtividade da cultura por aumentar em até 20 vezes.

Segundo o técnico da Emater do Distrito Federal Geraldo Magela Gontijo, a irrigação convencional utiliza mil litros de água a mais do que o gotejamento para produzir um quilo de pimentão.

Além da economia em irrigação, no ambiente da estufa, a transpiração é mínima, e o solo não se desidrata pela ação do vento e insolação direta. As regas são menos constantes em relação aos plantios convencionais. Isso é importante para as regiões onde a água é escassa, e nos casos onde o agricultor não dispõe de equipamento de recalque e condução. Muitas vezes a lavoura é localizada longe da água, fato que encarece a irrigação.

Leia mais novidades